Você está aqui: Skip Navigation LinksInvestPedia > Finanças Pessoais > Carro > Como calcular o valor da parcela do financiamento do carro com auxílio do Excel
Olá, visitante, seja bem vindo.

Como calcular o valor da parcela do financiamento do carro com auxílio do Excel

No artigo “Aprenda a calcular a taxa de juros do financiamento do carro com Excel” explicamos como calcular a taxa de juros do financiamento do automóvel.

Neste artigo vamos explicar como calcular o valor da parcela do financiamento, já sabendo qual a taxa de juros ao mês para o período.

Esse cálculo pode ser útil, por exemplo, para saber com antecedência o valor da parcela do financiamento. Assim, ao chegar à concessionária para negociar o tão sonhado automóvel, você já terá uma idéia de qual deverá ser o valor da parcela.

Vale lembrar que existem alguns custos adicionais, como taxa de cadastro e taxa de abertura de crédito (TAC), que podem elevar um pouco o valor da parcela. Esse tipo de cobrança gera muita polêmica, pois existem dúvidas em relação à sua aplicação, mas não entraremos no mérito da questão nesse artigo e focaremos apenas no cálculo.

Encontrar o valor da parcela do automóvel pode ser um pouco complexo para quem não conhece matemática financeira, mas, para facilitar, o Excel é uma excelente e simples ferramenta para chegar ao resultado de forma rápida e sem complicações.

Vamos supor o exemplo de um carro de R$28.000,00, financiado em 60 meses, com taxa de juros de 0,89% ao mês. Quanto deveria ser a parcela para esse financiamento? Vamos aos cálculos!

Organizando as informações, temos:

Valor do financiamento: R$28.000,00
Valor dos juros ao mês: 0,89%
Meses do financiamento: 60

Para descobrir o valor da parcela do financiamento, basta usar a função PGTO do Excel na célula que mostrará o resultado do cálculo, como exemplificado abaixo:

=PGTO(0,89%;60;28000)

O resultado dessa fórmula apresenta um valor de parcela de –R$604,33. Repare que o Excel retornou um número negativo para a parcela, pois esse valor representa um fluxo de caixa negativo, ou seja, é o dinheiro que efetivamente sai do seu bolso.

Se multiplicarmos o valor da parcela pelo número de meses, descobrimos que ao final do período o financiamento custou R$36.259,80, 29,50% a mais que o valor do veículo. Por isso, cuidado ao financiar automóveis. Se for possível, prefira poupar o dinheiro para o pagamento à vista.

Pronto, agora você é capaz de descobrir o valor da parcela do financiamento do carro. Faça as contas, seu dinheiro agradece!

Vídeo explicativo do cálculo

Avaliar:   (6 votos)  
Comentário 24 Comentários
Minha foto
Ver Perfil
romulocp1
17/04/2010 às 09:04:36
  (1 voto)
ola amigo, tdb?
gostei muito do video.
eu estou precisando de umas explicações, como fazer esse calculo na calculadora normal.
não lembro e gostaria dessa dica.
obrigado
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
19/04/2010 às 19:06:20
  (242 votos)
Campinas - SP
romulocp1, esse cálculo fica inviável na calculadora normal, pois exige que se siga a fórmula do cálculo do pagamento (PMT), que é uma fórmula de matemática financeira. No Excel ou em uma calculadora financeira fica mais fácil. Abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
sergio
05/05/2010 às 21:36:54
  (10 votos)
Porto Alegre - RS
Artigo bem objetivo novamente. O vídeo auxilia no entendimento. Fica, de novo, a dica da aquisição de uma calculadora financeira.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
ggindro
07/05/2011 às 23:35:33
  (1 voto)
São Paulo - SP
Realmente muito útil, vou colocar a maioria, senão todos vendedores em xeque.
Obrigado
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
alison.proc
28/11/2011 às 20:53:46
  (1 voto)
Olá.

Gostaria de saber se eu posso usar esse cálculo apenas para precisar as tarifas administrativas cobradas no contrato (TAC, serviços de terceiros, etc), ou seja, saber precisar apenas o valor das parcelas sobre as tarifas administrativas?

Caso sua resposta seja negativa, gostaria de saber um meio viável para o referido.

Obrigado.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
05/12/2011 às 17:21:13
  (242 votos)
Campinas - SP
Sim Alison, é possível saber quanto de juros você pagará apenas em cima das tarifas administrativas. Em geral, ao comprar um produto financiado, as instituições financeiras oferecem ao cliente a possibilidade de incluir essas tarifas no financiamento. O resultado é que, em vez de pagar uma tarifa única à vista no momento da compra, o cliente também acabará pagando juros sobre as mesmas, afinal, seus valores foram incluídos no financiamento. Espero ter ajudado. Abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Vagnervsg
28/01/2012 às 02:20:12
  (1 voto)
Prezado Amigo,
A dúvida que tenho é a seguinte: Quando fazemos o financiamento no CDC, ao pagar a última parcela temos um desconto considerável no valor da parcela. Como podemos calcular os juros desse desconto?
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Professor
14/02/2012 às 16:50:58
  (1 voto)
Gostei bastante dos vídeos parabéns
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
rita
28/02/2012 às 16:45:31
  (1 voto)
gostei do video....mais preciso desse calculo para calculadora.....vcs poderiam me ajudar.......caculo para concessionaria.....obrigado
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
jrezende
06/03/2012 às 12:13:23
  (1 voto)
-Estou encantado com o site e queria que me ensinassem a calcular o número de parcelas de um finaciamento, sabendo as seguintes variáveis:
1. Valor financialdo;
2. taxa de juros;
3. Valor da prestação;
4. Incognita = numero de prestações
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
van25
07/03/2012 às 02:11:39
  (1 voto)
parabens!adorei.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
16/03/2012 às 01:46:54
  (242 votos)
Campinas - SP
Vagnervsg, em geral, no financiamento de veículos com parcelas fixas é utilizada a tabela PRICE, também chamada de sistema francês de amortização. Como o espaço aqui é pequeno para explicá-la, sugiro que faça uma pesquisa sobre seu método de cálculo. Com ela você será capaz de visualizar cada parcela isolada do financiamento e saber exatamente qual o valor dos juros e qual o valor da amortização em cada parcela. Um abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
03/04/2012 às 00:14:54
  (242 votos)
Campinas - SP
rita, sua pergunta já foi respondia lá em cima. Veja: esse cálculo fica inviável na calculadora normal, pois exige que se siga a fórmula do cálculo do pagamento (PMT), que é uma fórmula de matemática financeira. No Excel ou em uma calculadora financeira fica mais fácil. Abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
03/04/2012 às 00:25:52
  (242 votos)
Campinas - SP
jrezende, para descobrir o número de prestações de um financiamento, utilize a função =NPER() no Excel. Com os dados do exemplo citado no artigo ela ficaria assim: =NPER(0,89%;-604,33;28000). O resultado seria 60, que são as prestações (dependendo da configuração do seu Excel poderá haver uma pequena diferença devido ao arredondamento do valor R$604,33 na fórmula). Abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
casantorio
16/06/2012 às 13:11:38
  (1 voto)
Olá! Gostaria de saber como calculo o valor da taxa de juros real utilizada nos financiamentos. Os vendedores nos informam apenas a taxa de juros sem IOF. Como calcular a taxa real de juros utilizada na financiamento?
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
15/07/2012 às 14:12:00
  (242 votos)
Campinas - SP
Casantorio, sua dúvida está explicada no artigo " Aprenda a calcular a taxa de juros do financiamento do carro com Excel", na área de finanças pessoais no subitem "carro". Abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Shelemos
18/07/2012 às 14:38:53
  (1 voto)
São Paulo - SP
Boa tarde! Fiz um financiamento de um veiculo em 60 parcelas. Ja ouvi falar em juros abusivos, mas pelo calculo que você disponibiliza, o meu financimento está correto. Posso entrar na justiça para que façam uma revisão de financiamento pelos juros que são aplicados atualmente? Obrigada! Sheila
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
19/07/2012 às 00:34:36
  (242 votos)
Campinas - SP
Sheila, o entendimento do que é abusivo ou não é bastante subjetivo. Depois de ter assinado o contrato tudo fica mais difícil. Mas, se mesmo assim, acreditar que a taxa do seu financiamento é abusiva, você pode tentar uma renegociação sim. Mas, como disse, é algo trabalhoso e subjetivo. Vale lembrar, que com as recentes quedas nas taxas de juros da economia, os financiamentos anteriores parecerão abusivos, mas isso não é motivo para revisão se na ocasião da contratação as taxas estavam em linha com as praticadas naquele momento. Boa sorte e um abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
andre.cordeir
28/07/2012 às 00:47:12
  (2 votos)
Oá, gostei muito do vídeo!

Alguns financiamentos ficam muito caros por causa do fator "retorno", e alguns vendedores dizem não utilizarem esse fator. Como ficaria esse calculo utilizando esse fator?

Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
28/07/2012 às 15:10:49
  (242 votos)
Campinas - SP
André, a taxa de retorno, embora amplamente aplicada no mercado, ainda é desconhecida da maioria dos consumidores. É uma taxa que o banco ou instituição financeira devolve para a concessionária como um "bônus" por ela ter feito o financiamento com aquele banco e não com outro. Em outras palavras, é praticamente uma taxa de "fidelidade". Nas tabelas de financiamento elas são conhecidas como R1, R2 e podem ir até R20. Quanto maior o número, maior a taxa de retorno. É difícil controlar esse tipo de cobrança na hora da compra, pois ela está embutida no financiamento e não é de fácil identificação. A regra geral é brigar pela redução dos juros na negociação, pois quanto maior a taxa de juros, provavelmente maior será a taxa de retorno da concessionária embutida, e maior será o custo para o consumidor. Se identificada, essa taxa pode ser questionada na justiça, pois trata-se de serviços de terceiros. Espero ter ajudado. Obrigado pela colaboração e um abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
andre.cordeir
28/07/2012 às 18:01:49
  (2 votos)
ajudou sim, muito obrigado. Abraços!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
LongGuedes
06/10/2012 às 11:28:33
  (0 voto)
Olá, fui comprar um Hb20 da hyundai e me informaram que eu tinha que dar 10% do valor do carro e poderia financiar o restante em 36vezes. o valor do carro é de 35mil reais. Eu dando a entrada, teria de financiar 31.500, sendo que ele fez o calculo la que ficaria 36 x 1.250.00. disse que tinha algo errado, pois ele afirmou que a taxa de juros era de 1.3. Pois bem, eu sempre aprendi a fazer esses calculos de financiamento plea Hp12c. no qual eu tirei pelo PMT que dava +ou- mil cento e pouco. eu disse que iria pagar a mais R$100,00 na parcela. e ele me informou dizendo que eles fazem os calculos com coeficientes. gostaria de saber os processos para financiamento para eu fazer o calculo desse mesmo veiculo. desde ja agradeço
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
marlon_allan81
06/01/2014 às 12:00:04
  (0 voto)
Sinésio, minha dúvida é um pouco mais complexa. Quero elaborar uma planilha para obter o valor de desconto para cada parcela do meu financiamento. Exemplo: a taxa de juros é 1,30% a.m. Dividindo por 30 obtenho o valor a.d. Porém, como calcular o valor sobre cada uma das parcelas restantes (são 20) considerando a data atual e montando uma fórmula que atualize dia a dia o valor do desconto sobre cada parcela?
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
hebersonsette
09/11/2014 às 10:35:16
  (0 voto)
Olá Sinésio! Estou usando a função NPER() no excel 2010 para me retornar o número de parcelas para o exemplo do financiamento acima, porém o resultado não é 60.

O que pode ser?

Você pode me ajudar?
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Inserir comentário Para comentar é necessário se cadastrar
Ainda não é cadastrado?
Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente.
PRODUTOS RECOMENDADOS
Uma seleção especial de e-books, livros e outros produtos que o Investpedia recomenda!
publicidade
publicidade
Todos os direitos reservados. Investpedia 2010.
Sites indicados:
As informações e análises contidas neste site tem como único propósito servir de material educacional e, em hipótese alguma, sugerem a compra ou a venda de qualquer tipo de ativo financeiro, assim como as estratégias aqui abordadas não constituem recomendação de investimento. O Investpedia não garante, de forma alguma, a exatidão das informações contidas em seus artigos, visto que estratégias educacionais e de análises de ativos podem ou não servir para diferentes tipos de investidores e que os parâmetros operacionais das bolsas de valores podem ser alterados periodicamente, não sendo obrigação do site a manutenção de tais informações, com ou sem prévio aviso. O objetivo do site é fornecer o conhecimento necessário para que o investidor possa atuar de maneira independente no mercado de capitais e fazer juízo próprio de tais informações, não cabendo aos seus diretores nenhum tipo de responsabilidade por lucros ou prejuízos. O Investpedia guarda o direito de alterar quaisquer informações disponibilizadas neste site sem prévio aviso.