Você está aqui: Skip Navigation LinksInvestPedia > Comunidade > Fórum > Como a Sadia quase quebrou por causa de operações com derivativos
Olá, visitante, seja bem vindo.
Como a Sadia quase quebrou por causa de operações com derivativos
19/05/2010 às 01:46:12
  (254 votos)
Campinas - SP
Tag: Off-Topic
Artigo fantástico sobre a história da Sadia, sua quase falência e conseqüente venda para a Perdigão, além da criação da Brasil Foods.

O setembro negro da Sadia

http://resenhaini.blogspot.com/2009/11/revista-piaui-edicao-de-outubro-de-2009.html

O texto é longo, mas vale cada parágrafo. Abraços!
Avalie:   (0 voto) 
13/12/2011 às 23:16:50
  (254 votos)
Campinas - SP
Link atualizado:

http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-38/anais-da-vida-empresarial/o-setembro-negro-da-sadia
Avalie:   (0 voto) 
PRODUTOS RECOMENDADOS
Uma seleção especial de e-books, livros e outros produtos que o Investpedia recomenda!
publicidade
publicidade
Todos os direitos reservados. Investpedia 2010.
Sites indicados:
As informações e análises contidas neste site tem como único propósito servir de material educacional e, em hipótese alguma, sugerem a compra ou a venda de qualquer tipo de ativo financeiro, assim como as estratégias aqui abordadas não constituem recomendação de investimento. O Investpedia não garante, de forma alguma, a exatidão das informações contidas em seus artigos, visto que estratégias educacionais e de análises de ativos podem ou não servir para diferentes tipos de investidores e que os parâmetros operacionais das bolsas de valores podem ser alterados periodicamente, não sendo obrigação do site a manutenção de tais informações, com ou sem prévio aviso. O objetivo do site é fornecer o conhecimento necessário para que o investidor possa atuar de maneira independente no mercado de capitais e fazer juízo próprio de tais informações, não cabendo aos seus diretores nenhum tipo de responsabilidade por lucros ou prejuízos. O Investpedia guarda o direito de alterar quaisquer informações disponibilizadas neste site sem prévio aviso.