Você está aqui: Skip Navigation LinksInvestPedia > Ações e Derivativos > Estratégias > O que são operações de venda e como operar vendido (Short)
Olá, visitante, seja bem vindo.

O que são operações de venda e como operar vendido (Short)

19.11.2009 - Venda, Short, Operações
Aprenda a operar vendido. Saiba como montar esse tipo de operação, quais suas características, qual o risco envolvido, informe-se sobre o que é taxa de aluguel e margem de garantia e veja um exemplo prático de operação de venda.

ÁREA DE ACESSO EXCLUSIVO PARA CADASTRADOS

Visitante,

O Investpedia tem áreas de acesso restrito a usuários cadastrados. Se você já é cadastrado, por favor entre com seu login e senha nos campos ao lado.

Ainda não é cadastrado?
Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente.

Avaliar:   (10 votos)  
Comentário 19 Comentários
Minha foto
Ver Perfil
Givahs
14/05/2010 às 20:33:30
  (4 votos)
Rio De Janeiro - RJ
Conheci este site devido a revista InvestMais.
Sou um investidor iniciante e busco sempre o conhecimento, tanto na análise gráfica quanto na fundamentalista.
Gostaria de obter informações sobre:
- Como montar uma carteira, (quais tipos de ações)
- Qual período de pagamento de dividendos (onde procurar).
Muito bom este tópico!
Parabéns!!!
Um grande abraço!
Avalie este comentário:   (3 votos) 
Minha foto
Ver Perfil
sergio
19/05/2010 às 00:12:42
  (10 votos)
Porto Alegre - RS
Muito bem explicada a estratégia da operação. Apesar de parecer muito simples de se obter um resultado positivo, alguns cuidados deverão ser tomados. É uma operção de risco elevado, se não for bem estruturada.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
26/05/2010 às 13:56:19
  (254 votos)
Campinas - SP
Givahs, a escolha das ações é algo bastante subjetivo. Se quiser algum auxílio pode perguntar em nosso fórum para que outros usuários o ajudem e que a ajuda sirva de objeto de estudo. Temos um artigo denominado "Como escolher ações?" na parte de iniciantes, que dá um panorama geral e os comentários e respostas dos usuários também ajudam bastante.

Quanto aos dividendos, tente no próprio site das empresas que mais te agradam, no site www.fundamentus.com.br ou ainda no site www.dividendos.uni.cc que possui uma agenda bem completa. Abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
kedmapelaes
10/07/2010 às 10:58:02
  (2 votos)
Macapá - AP
Olá, sou iniciante tanto no mercado quando no site! Mas já comecei a estudar sobre o mercado financeiro e suas diversas formas de investimento e risco. Atualmente, busco estratégias de operações de compra e venda, para poder me aperfeiçoar e começar a investir no curto prazo. No entanto, para o longo, como incremento dos lucros o aluguel de ações me chamou atenção. Gostaria de saber quais as vantagens,riscos e retornos para quem deseja ser um doador e alugar suas ações e qual o procedimento prático para efetuar a transação na bolsa?

Aproveito a oportunidade para parabenizá-lo pela iniciativa, pois esse é um espaço livre para dúvidas e aperfeiçoamento e para quem está começando é muito interessante pois fornece um ambiente de interação.

Parabéns!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
delosantos
13/07/2010 às 18:42:03
  (1 voto)
Taubaté - SP
parabens pelo texto acima,com certeza auxiliara muito os mais diversos tipos de investidores,norteando bem a alocação de seu dinheiro nos mais variados ativos,contribuindo dessa forma como um incremento a mais em ramificações de investimentos.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
21/07/2010 às 20:40:24
  (254 votos)
Campinas - SP
kedmapelaes, o procedimento é bastante simples. Basta você ligar para sua corretora e informar que gostaria de disponibilizar suas ações para aluguel no BTC (Banco de Títulos CBLC). Algumas corretoras disponibilizam essa operação através do próprio Home Broker.

A vantagem é que você obtem um rendimento a mais pelas ações. O risco para o doador é praticamente inexistente, visto que os direitos atrelados às ações continuam de posse do doador.

Quanto ao rendimento, pode variar muito de ação para ação. Vale a pena verificar as taxas no site da CBLC ou junto à sua corretora. Aqui cabe uma ressalva: muitos investidores simplesmente não alugam suas ações pois o rendimento anual de algumas é muito pequeno. Nesse caso preferem outras estratégias. Abraço e bons negócios!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
gprisinzano
19/09/2010 às 13:07:33
  (1 voto)
Niterói - RJ
Excelente este site e seus artigos. Gostaria que vocês tratassem mais detalhadamente a questão da tributação e dos custos de operação
obrigado
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
06/10/2010 às 19:13:39
  (254 votos)
Campinas - SP
gprisinzano, obrigado pelos elogios e pela sugestão. Esperamos que em breve possamos oferecer artigos sobre tributação e custos de operação em renda variável. Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
japiassu
07/04/2011 às 12:09:27
  (3 votos)
Rio De Janeiro - RJ
Sinésio, estou lendo vários artigos do site e achando todos muito didáticos. Parabéns! Estou aprendendo bastante aqui!

Gostaria de tirar uma dúvida: quando ações são alugadas, o tomador fica com as ações presas? Por exemplo, se eu colocar 100 ações para alugar e um tomador as aluga, enquanto essas 100 ações estiverem alugadas, eu não posso vendê-las?

Outra dúvida: existe um prazo pré-definido para as ações ficarem alugadas?

Obrigada!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
21/04/2011 às 19:53:15
  (254 votos)
Campinas - SP
japiassu, quem aluga as ações é o doador e quem as toma alugadas é o tomador.

O tomador pode vendê-las sim, pois o objetivo dele é justamente utilizá-las para vendê-las e comprá-las posteriormente para devolver ao doador.

O tomador deve deixar ativos ou dinheiro em garantia, como prova de que será capaz de devolver as ações alugadas no final do prazo determinado. Essa garantia pode aumentar ou diminuir de acordo com as condições das cotações de determinada ação alugada no mercado.

Geralmente os contratos tem prazo pré-determinado sim, mas na maioria das vezes são encerrados antes do prazo final, ficando o tomador obrigado a pagar apenas o proporcional da taxa de aluguel pelo tempo com que ficou com as ações alugadas. Espero ter esclarecido sua dúvida. Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
gabrielborges
20/08/2011 às 16:26:10
  (16 votos)
Salvador - BA
Seguindo o Gráfico: E se após eu entregar o papel ao titular,depois de ter comprado a R$21, e quisesse fazer outro BTC de compra, existe?, ou seja, compraria a R$21 com interesse em vender lá em cima pra pegar o dinheiro, então eu teria que esperar o papel cair mais uma vez pra poder comprar e entregar mais uma vez ao titular, é isso?
Entendeu?
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
17/10/2011 às 23:23:04
  (254 votos)
Campinas - SP
Gabriel, não sei se compreendi muito bem sua pergunta. Ao "recomprar" o ativo em R$21,00 e devolvê-lo ao titular (doador) você terá encerrado a operação de venda.

Se após isso fizer uma compra, você não precisará do BTC, pois bastará comprar o ativo no mercado à vista com a intenção de vendê-lo mais acima para obter lucro.

Se o mercado for a seu favor e você vender o ativo mais acima, e após encerrar a operação de compra quiser abrir outra operação de venda, acreditando em nova queda do ativo, então, aí sim, poderá utilizar o BTC novamente para iniciar uma nova operação de venda. É isso? Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
drumasinvest
03/11/2011 às 00:13:53
  (1 voto)
Quando a ação está em alta, o camarada pega emprestado. quando em baixa, ele devolve. Mas quem comprará ou venderá as ações para o dinheiro aparecer?
o titular da ação ou o tomador?
Parabéns pelo site
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
levismel
20/11/2011 às 19:46:52
  (1 voto)
Excelente artigo. Parabéns! Poderia nos dizer qual a definição de TOPO E FUNDO com exemplos práticos? Sem o conhecimento desse conceito, aparentemente simples, não temos condições de estabalecer uma LTA ou uma LTB, pois estas não devem ser traçadas com base no "achismo" de que "aqui é um topo ou aqui é um fundo". Aprendi que TOPO é todo candle que é precedido de 2 fechamentos abaixo e seguidos de 2 fechamentos abaixo dele, e FUNDO é todo candle que é precedido de 2 fechamentos acima seguidos de 2 fechamentos acima dele. Esse conceito está correto?
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
22/11/2011 às 01:09:07
  (254 votos)
Campinas - SP
Drumas, tudo bem? Suponha que você tenha ações que queira colocar para aluguel. Uma pessoa interessada irá alugá-las de você pagando uma taxa e as venderá no mercado por, digamos, R$50 acreditando em uma queda.

Ao tomar emprestada essas ações essa pessoa deixará um valor depositado como margem de garantia para que possa honrar com o compromisso de devolver suas ações no futuro.

Se o mercado realmente cair e a ação for para, digamos, R$30, então ele a "recomprará". Como ele recebeu R$50 pela venda e está comprando a mesma ação por R$30 para devolvê-la a você, conclui-se que ele ficou com a diferença de R$20. Esse é o lucro da operação. Espero que tenha ajudado. Abraços!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
22/11/2011 às 01:39:25
  (254 votos)
Campinas - SP
levismel, tudo bem? Este conceito pode estar correto, como também pode não estar. Análise gráfica não é uma ciência exata. O tipo de candle e a tendência em que se encontra diz muito mais sobre topos e fundos do que seus preços de fechamento.

Você pode ter uma série lateral de dojis, que indicam indecisão, dentro do conceito citado por você e nem por isso obter um topo ou um fundo. Para definir um topo ou um fundo é mais importante saber identificar uma tendência, seja ela de curto, médio ou longo prazo, para então saber que o final dela poderá indicar um topo ou um fundo.

É algo natural para quem já possui alguma experiência, mas que realmente pode gerar confusão para iniciantes. Gostei do seu comentário e colocarei esse assunto na lista de artigos para desmistificar melhor este conceito. Enquanto isso, se tiver alguma dúvida pode postar em nosso fórum que responderemos o quanto antes. Espero ter ajudado. Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Tapari
02/04/2012 às 09:13:02
  (3 votos)
Santarém - PA
Bom dia Sinésio.
Sou novo por aqui tambem, estou buscando conhecimento do mercado de ações antes de inciar as minhas operações. Me cadastrei num site chamado simulabolsa e estou fazendo aplicações virtuais, antes de pratir para pratica. Gostaria de saber sua opnião sobre o simula bolsa, é aquilo que acontece na pratica??
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
03/04/2012 às 01:06:25
  (254 votos)
Campinas - SP
Tapari, tudo bem? Em geral, simuladores são ótimas ferramentas para aprender o básico sobre o mercado e seu funcionamento, além de ficar mais familiarizado com os termos técnicos inerentes ao processo de negociação. Mas é só isso. Na prática os resultados são muito diferentes, pois a emoção e o dinheiro real entram em jogo. E, acredite, isso faz toda a diferença. Se tiver alguma dúvida conte conosco, ok? Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
LucianoRaposo
25/02/2014 às 00:03:10
  (0 voto)
Paraíba Do Sul - RJ
Boa noite! Sinésio, qual livro você me indicaria para aprender analises técnicas? (Opções Binarias).
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Inserir comentário Para comentar é necessário se cadastrar
Ainda não é cadastrado?
Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente.
PRODUTOS RECOMENDADOS
Uma seleção especial de e-books, livros e outros produtos que o Investpedia recomenda!
publicidade
publicidade
Todos os direitos reservados. Investpedia 2010.
Sites indicados:
As informações e análises contidas neste site tem como único propósito servir de material educacional e, em hipótese alguma, sugerem a compra ou a venda de qualquer tipo de ativo financeiro, assim como as estratégias aqui abordadas não constituem recomendação de investimento. O Investpedia não garante, de forma alguma, a exatidão das informações contidas em seus artigos, visto que estratégias educacionais e de análises de ativos podem ou não servir para diferentes tipos de investidores e que os parâmetros operacionais das bolsas de valores podem ser alterados periodicamente, não sendo obrigação do site a manutenção de tais informações, com ou sem prévio aviso. O objetivo do site é fornecer o conhecimento necessário para que o investidor possa atuar de maneira independente no mercado de capitais e fazer juízo próprio de tais informações, não cabendo aos seus diretores nenhum tipo de responsabilidade por lucros ou prejuízos. O Investpedia guarda o direito de alterar quaisquer informações disponibilizadas neste site sem prévio aviso.