Você está aqui: Skip Navigation LinksInvestPedia > Ações e Derivativos > Análise Gráfica > Figuras de reversão: Fundo duplo e topo duplo
Olá, visitante, seja bem vindo.

Figuras de reversão: Fundo duplo e topo duplo

Um dos princípios básicos da análise gráfica, ou análise técnica como também é conhecida, é que os ciclos se repetem ao longo do tempo, como foi explicado no artigo “O que é análise gráfica”.

Alguns desses ciclos se apresentam em formas de figuras, que chamamos de figuras de impulsão ou figuras de reversão de tendência. Neste artigo falaremos especificamente de duas figuras clássicas de reversão, os topos e fundos duplos.

Em geral, esse tipo de figura indica uma possível reversão de tendência, mas que deve ser confirmada, como tudo em análise técnica. O simples fato de perceber uma dessas figuras plotadas no gráfico, já aumenta a chance de uma possível reversão, pois as mesmas são amplamente conhecidas, e já foram amplamente observadas no passado como inícios de reversão de tendência, seja uma tendência de alta ou baixa.

Parece óbvio, mas para que uma figura de reversão apresente maior probabilidade de acerto é necessário que haja uma clara tendência em andamento, caso contrário, não haverá nada a ser revertido.

Outro ponto importante desse tipo de figura, é que ela indica um provável objetivo de preços no curto prazo, logo em seguida a seu rompimento.

Fundo duplo
A figura do fundo duplo apresenta a formação de dois fundos no mesmo nível de preços. Esse nível é uma região de suporte, que pode ser facilmente percebida se ligarmos os fundos por uma reta de suporte.

Popularmente, o fundo duplo também é conhecido por “W”, pois sua formação lembra o formato da letra.

Também é possível notar um nível de resistência antes da formação do segundo fundo. Quando esse nível é rompido, a projeção para o objetivo dos preços é exatamente a distância entre a região dos fundos e a resistência. Exemplo:

Fundo duplo

Pode-se notar claramente a formação de dois fundos no mesmo nível, representados pelas setas verdes. A linha azul representa a trajetória dos preços na forma da letra “W”.

Fundo duplo e seu objetivo.
Agora podemos notar como a formação da figura pode auxiliar nossas operações, pois o comportamento dos preços segue parâmetros da própria figura.

A distância “X”, entre os dois fundos e a resistência (retas tracejadas azuis), é praticamente a mesma que a distância entre o rompimento da resistência do “W” e o próximo topo na região da linha tracejada vermelha. Isso confirma que o objetivo dos preços, após o rompimento da resistência, equivale à distância entre os fundos e a resistência.

Baseado nesses princípios, um operador poderia comprar o ativo após a confirmação do rompimento da resistência, e vendê-lo quando os preços atingissem a mesma distância “X” entre os fundos e a resistência rompida.

Topo duplo
Ao contrário do fundo duplo, o topo duplo apresenta dois topos no mesmo nível, formando uma região de resistência.

A trajetória dos preços ao formar o topo duplo também forma uma região de suporte. O rompimento desse suporte indica uma possível busca pelo objetivo formado pela distância entre esse suporte e a resistência na região dos topos.

O topo duplo também é conhecido popularmente como “M”, pois sua formação lembra o formato da letra.

Topo duplo.

Pode-se notar a formação dos dois topos, representados pelas setas vermelhas, e também a semelhança com a letra “M”, representada pela linha azul.

Topo duplo e seu objetivo.

Novamente, a distância “X”, entre a região de resistência nos topos representados pelas setas vermelhas e a reta de suporte, indica o objetivo dos preços após o rompimento do suporte.

Repare como o volume financeiro aumentou bastante quando os preços se aproximaram do rompimento do suporte. Isso mostra que, possivelmente, mais investidores estavam operando massivamente na venda.

Com base nesses princípios, um operador poderia iniciar uma operação de venda na região do rompimento do suporte, buscando como objetivo a distância “X”. Bons estudos
Avaliar:   (9 votos)  
Comentário 10 Comentários
Minha foto
Ver Perfil
euclidesjr
09/07/2010 às 18:15:41
  (1 voto)
Rio De Janeiro - RJ
Fiquei com uma dúvida: topos e fundos duplos podem ser confundidos com suporte e resistência, não é?
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
09/07/2010 às 18:38:56
  (254 votos)
Campinas - SP
Sim euclidesjr. Um topo duplo automaticamente cria uma zona de resistência e um fundo duplo automaticamente cria uma zona de suporte, desde que aconteçam no mesmo nível, ok? Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
joaocouto
18/12/2010 às 21:19:30
  (4 votos)
São Paulo - SP
Artigo excelente e muito didático.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
AlineCastanhari
02/02/2011 às 19:49:55
  (1 voto)
São Paulo - SP
Sinésio, o ativo Vale5 entre o dia 28/01 e 31/01 formou um figura de fundo duplo(M)só que está figura foi sucedida por uma linha lateral e logo após uma LTA. Isso ocorreu porque não houve o rompimento do suporte? Ou porque uma tendência mais forte estava acontecendo no momento? (Como uma subida proporcional à queda)
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
17/02/2011 às 19:52:19
  (254 votos)
Campinas - SP
Aline, tudo bem? Desculpe, mas não entendi direito sua pergunta. Poderia especificar qual o período do gráfico que você está vendo? A propósito, um fundo duplo, como explicado neste artigo, é visualizado por meio de uma letra W e não de um M como você disse, ok? Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
kisarsk
19/02/2011 às 12:08:14
  (1 voto)
Franca - SP
Sinésio um fundo (ou topo) a confirmação se dará até quantas velas?
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
19/02/2011 às 12:21:31
  (254 votos)
Campinas - SP
kisarsk, em geral, com um candle claro de fundo ou topo, como um martelo em um fundo por exemplo, a confirmação se dará, de preferência, com o próximo fechamento acima da máxima do dia anterior.

Se o topo ou fundo ocorrer em região de resistência ou suporte respectivamente, mas sem um candle clássico de topo ou fundo, a lógica permanece a mesma. No caso do topo, ao parar na região da resistência, para haver confirmação, o próximo candle deverá fechar abaixo da mínima do candle que esbarrou na resistência.

Em geral é isso, ok? Um abraço!
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
cicero.adm
26/05/2012 às 19:06:52
  (2 votos)
Bonito De Santa Fé - PB
Baseando-me no topo duplo (Figura de M), como vou saber que após o segundo topo haverá uma queda? Que outra ferramenta de estudo me garante isso? Pois com base na figura do OCO (Ombro-Cabeça-Ombro) é perfeitamente possível que após o segundo "topo", os preços continuem subindo até formar a cabeça do OCO.

Espero ter sido claro.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
15/07/2012 às 14:09:02
  (254 votos)
Campinas - SP
Cicero, não temos certeza de nada e nada nos garante que algum movimento nas cotações irá ocorrer. Se isso existisse, seria renda fixa, e não variável. Para essas situações, existe o uso do Stop, pois você entra em uma posição apostando que algo irá acontecer, mas se não acontecer você é stopado e seu prejuízo fica limitado. O que pode te ajudar são outros indicadores, como o IFR por exemplo, além dos próprios candlesticks de reversão. Mas, repito, é impossível ter algo garantido. Você deve administrar sua relação de risco vs. retorno, sempre. Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Lulo
30/10/2012 às 23:12:30
  (0 voto)
Curitiba - PR
Sínésio, tenho a impressão de que no último gráfico não houve reversão de tendência. É isso mesmo?
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Inserir comentário Para comentar é necessário se cadastrar
Ainda não é cadastrado?
Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente.
PRODUTOS RECOMENDADOS
Uma seleção especial de e-books, livros e outros produtos que o Investpedia recomenda!
publicidade
publicidade
Todos os direitos reservados. Investpedia 2010.
Sites indicados:
As informações e análises contidas neste site tem como único propósito servir de material educacional e, em hipótese alguma, sugerem a compra ou a venda de qualquer tipo de ativo financeiro, assim como as estratégias aqui abordadas não constituem recomendação de investimento. O Investpedia não garante, de forma alguma, a exatidão das informações contidas em seus artigos, visto que estratégias educacionais e de análises de ativos podem ou não servir para diferentes tipos de investidores e que os parâmetros operacionais das bolsas de valores podem ser alterados periodicamente, não sendo obrigação do site a manutenção de tais informações, com ou sem prévio aviso. O objetivo do site é fornecer o conhecimento necessário para que o investidor possa atuar de maneira independente no mercado de capitais e fazer juízo próprio de tais informações, não cabendo aos seus diretores nenhum tipo de responsabilidade por lucros ou prejuízos. O Investpedia guarda o direito de alterar quaisquer informações disponibilizadas neste site sem prévio aviso.