Você está aqui: Skip Navigation LinksInvestPedia > Ações e Derivativos > Análise Gráfica > A Teoria de Dow (Charles Dow)
Olá, visitante, seja bem vindo.

A Teoria de Dow (Charles Dow)

Conheça a Teoria de Dow, de Charles Dow. Seus princípios fundamentais e o que é uma tendência primária, secundária e terciária. Aprenda por que o volume deve confirmar uma tendência e por que uma tendência só termina com sinais definitivos de reversão.

ÁREA DE ACESSO EXCLUSIVO PARA CADASTRADOS

Visitante,

O Investpedia tem áreas de acesso restrito a usuários cadastrados. Se você já é cadastrado, por favor entre com seu login e senha nos campos ao lado.

Ainda não é cadastrado?
Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente.

Avaliar:   (8 votos)  
Comentário 14 Comentários
Minha foto
Ver Perfil
cunhaleo
22/01/2010 às 01:52:40
  (22 votos)
São Paulo - SP
Eu já conhecia a Teoria de Dow, mas não esse nível de detalhamento. Muito bem escrito este artigo!
Avalie este comentário:   (2 votos) 
Minha foto
Ver Perfil
NELSONC
30/05/2010 às 20:21:16
  (2 votos)
Manaus - AM
Os exemplos são sempre muito didáticos por isso muitas vezes levam também a grande dúvidas, neste caso tendências secundárias são sempre de baixa e primárias e terceiárias de alta? Ou podem ser tanto de uma como de outra, de alta ou de baixa?
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
31/05/2010 às 17:47:04
  (254 votos)
Campinas - SP
NELSONC, todas as tendências, sejam primárias, secundárias ou terciárias podem ser tanto de alta quanto de baixa, ok? Abraço.
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
xandosahli
27/03/2011 às 09:27:07
  (1 voto)
Parabéns pelo artigo, muito bom
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
saojorge6699
06/05/2011 às 12:11:22
  (2 votos)
Goiânia - GO
Muito bem escrito, claro, conciso, informativo, iniciante sem ser chato. Com certeza um ponto de referencia para quem quer aprofundar o assunto. Parabens.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
flaraul
18/08/2011 às 17:13:17
  (1 voto)
Belo Horizonte - MG
Estou gostando muito dos temas claramente esclarecidos e muito bem mostrados. Parabéns pelo site!
Tenho uma dúvida sobre uma das teorias de down que nunca me foi respondida claramente. Sobre a teoria que o "Volume Confirma a Tendência." Sempre vemos volumes ou em dinheiro ou em quantidade de operações, qual devemos utilizar? Qual a mais importante?
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
19/08/2011 às 14:31:14
  (254 votos)
Campinas - SP
Flaraul, em geral, quando se fala em volume, se fala em dinheiro, volume financeiro, ok? Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
gabrielborges
24/08/2011 às 12:50:25
  (16 votos)
Salvador - BA
Bastante esclarecedor!!!

Seria interessante,além de analisar o volume, analisar o gráfico com o IFR e o MACD?

Poderia explicar melhor esses indicadores?
Valeu!!
Avalie este comentário:   (2 votos) 
Minha foto
Ver Perfil
Sinésio
17/10/2011 às 23:28:12
  (254 votos)
Campinas - SP
Gabriel, sim, pode ser interessante analisar mais de um indicador antes de tomar uma decisão, porém, cada operador tem preferência por um tipo de indicador específico.

Costumo dizer que é preciso simplificar. Faça alguns testes e descubra quais são os 3, 4 ou 5 indicadores que mais lhe agradam e funcionam com seus trades. Uma tela com muitos indicadores só serve para confundir e complicar as análises. Na minha opinião o segredo está na simplicidade.

Depois leia o artigo sobre IFR na área de análise gráfica para entendê-lo melhor. Abraço!
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
barao
28/10/2011 às 20:21:57
  (1 voto)
comentando o cunhaleo, eu também não tinha visto sobre a teria de dow desta maneira.
Avalie este comentário:   (1 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
NELSONC
07/09/2012 às 01:53:13
  (2 votos)
Manaus - AM
Não quero ser chato mas quando se analisa um quadro de tendências, de um período longo, é fácil detectar quando há uma quebra destas, a questão é quando se está no dia a dia da formação do gráfico e aí se precisa da segurança dessas quebras ou não e isso me parece que não existe o indicador que dê essa segurança necessária e gera, pelo menos em mim, uma grande insegurança...
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
cicero.adm
07/10/2012 às 23:38:07
  (2 votos)
Bonito De Santa Fé - PB
Minha dúvida é se as fases de uma tendência de alta, para serem consideradas como tal, devem ocorrem sempre nessa ordem: acumulação, alta sensível e euforia?

É que analisando os gráficos de um grupo seleto de ativos que costumo operar, não vejo com frequência essas tais fases (sei que não há obrigatoriedade delas virem em todos os ativos), mas quando as vejo, a fase de euforia vem antes da alta sensível.

Grato.
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
lhsp1952
03/11/2014 às 11:23:10
  (0 voto)
No caso da tendencia de baixa como denominam-se as fases: acumulação(???!!!) , baixa sensível, desespero(???!!!). É isso, valem as mesmas explicações.
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Minha foto
Ver Perfil
patriotaRBC
17/06/2015 às 12:09:49
  (0 voto)
Curitiba - PR
Parabéns pela proposta do Ivestpedia. Seria interessante disponibilizar o conteúdo para download em formato PDF. Por vezes, gostaria de estudar no tablet ou smartPhone e internet não colabora.
Avalie este comentário:   (0 voto) 
Inserir comentário Para comentar é necessário se cadastrar
Ainda não é cadastrado?
Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente.
PRODUTOS RECOMENDADOS
Uma seleção especial de e-books, livros e outros produtos que o Investpedia recomenda!
publicidade
publicidade
Todos os direitos reservados. Investpedia 2010.
Sites indicados:
As informações e análises contidas neste site tem como único propósito servir de material educacional e, em hipótese alguma, sugerem a compra ou a venda de qualquer tipo de ativo financeiro, assim como as estratégias aqui abordadas não constituem recomendação de investimento. O Investpedia não garante, de forma alguma, a exatidão das informações contidas em seus artigos, visto que estratégias educacionais e de análises de ativos podem ou não servir para diferentes tipos de investidores e que os parâmetros operacionais das bolsas de valores podem ser alterados periodicamente, não sendo obrigação do site a manutenção de tais informações, com ou sem prévio aviso. O objetivo do site é fornecer o conhecimento necessário para que o investidor possa atuar de maneira independente no mercado de capitais e fazer juízo próprio de tais informações, não cabendo aos seus diretores nenhum tipo de responsabilidade por lucros ou prejuízos. O Investpedia guarda o direito de alterar quaisquer informações disponibilizadas neste site sem prévio aviso.